Notícias

Escoteiros e gestores de UCs unidos pela preservação

escoteiros

Com o objetivo de propagar experiências de parcerias e melhores práticas apresentadas no III Seminário de Boas Práticas e I Fórum Internacional de Parcerias na Gestão de Unidades de Conservação, apresentamos a proposta de boa prática “Voluntariado especial para escoteiros”. Essa iniciativa é fruto da parceria do ICMBio, IBAM (unidade executora do projeto Parcerias Ambientais Público-Privadas – PAPP), e IPÊ – Instituto de Pesquisas Ecológicas. Acompanhe!

A grande oferta de voluntários escoteiros e a demanda de produtos e serviços que podem ser executados por estes, como ações de manejo, produção de material informativo, pesquisa e monitoramento, foram os grandes motivadores para a proposta de boa prática da Estação Ecológica (Esec) de Carijós , em Santa Catarina, com previsão para início nesse ano. A proposta conta com a parceria de outras unidades de conservação (UCs) federais de Florianópolis e grupos de escoteiros locais como parceiros, e os voluntários que fazem parte do movimento escoteiro terão suas atividades atestadas na UC, que servirão para recebimento de insígnias e especialidades escoteiras.

De acordo com Ricardo Peng, servidor do ICMBio e autor da proposta, ela tem como objetivos aumentar a interação entre a gestão da Unidade de Conservação e a sociedade, propiciar experiências educativas e cidadãs aos membros do movimento escoteiro, e valorizar as ações dos voluntários:

– Nosso objetivo é potencializar a relação da UC com os grupos escoteiros de Santa Catarina para que as ações desenvolvidas e conceitos de cidadania e preservação do meio ambiente cheguem até os amigos e familiares destes jovens voluntários, expandindo para o entorno. Além disso, espera-se aumentar a visibilidade da UC nos meios de comunicação e redes sociais, impactando positivamente a sociedade, e fortalecer o próprio ICMBio como instituição formadora de cidadãos engajados na preservação da natureza, com espírito cívico e aberta à sociedade, explica Peng.

A prática começará a ser implementada este ano, com a abertura das vagas para os trabalhos voluntários e a seleção de candidatos. Os insumos para as atividades propostas, como produção de vídeos, construção de mastro para bandeiras, corte de pinus (exóticos), acompanhamento de visitantes, atividades de mobilização e capacitação de conselheiros serão fornecidos pela própria Unidade de Conservação. Com relação ao fornecimento de ferramentas e materiais necessários para a prática, a Esec de Carijós contará com a parceria dos próprios grupos de escoteiros:

– Com todas essas ações, esperamos, com a realização da prática proposta, um engajamento do movimento escoteiro no programa de voluntários do ICMBio por meio das diversas oportunidades que serão ofertadas. Além do mais, gostaríamos de ser agentes multiplicadores dessa prática, que pode ser facilmente replicada, basta que o responsável pelo programa de voluntários de cada unidade entenda o movimento escoteiro e de que forma estes trabalhos podem contribuir para que os jovens alcancem as insígnias e especialidades relacionadas com cada atividade, finaliza Ricardo.

Já conhece a nossa página do Facebook? Acompanhe aqui!

Share on FacebookShare on Google+Tweet about this on TwitterShare on LinkedIn
0 comentários ‹ Voltar

Você precisa fazer o para publicar um comentário.

Aguarde...