Notícias

Educomunicação transforma a realidade de jovens e UCs no Amazonas

jovens

Com o objetivo de propagar experiências de parcerias e melhores práticas apresentadas no III Seminário de Boas Práticas e I Fórum Internacional de Parcerias na Gestão de Unidades de Conservação, apresentamos a boa prática “Ações educomunicativas na Resex do Rio Unini e Parque Nacional do Jaú – continuidade ao estímulo do Protagonismo Juvenil”. Essa iniciativa é fruto da parceria do ICMBio, IBAM (unidade executora do projeto Parcerias Ambientais Público-Privadas – PAPP), e IPÊ – Instituto de Pesquisas Ecológicas. Acompanhe!

A Reserva Extrativista do Unini, o Parque Nacional do Jaú e a Reserva de Desenvolvimento Sustentável Amanã, todos no Amazonas, contaram com a participação de jovens da região em suas atividades de gestão. Essa dinâmica contou com a parceria da Fundação Vitória Amazônica que, junto com as unidades de conservação, estimulou a inserção dos jovens em conselhos gestores, assembleias de planejamento, atividades de monitoramento e oficinas para revisão do Plano de Manejo do Parna do Jaú. A prática também contou com o envolvimento de outros parceiros como o Projeto Saúde e Alegria, Coletivo Difusão e voluntários, conselhos da Resex e do Parna, Jovens Protagonistas do Unini, Amoru (Associação de Moradores do Rio Unini) e Coomaru (Cooperativa Mista Agroextrativista do Rio Unini).

Tudo começou entre os anos de 2013 e 2015, quando o Parna do Jaú aprovou, por meio do edital de projetos do ARPA – Programa de Áreas Protegidas da Amazônia, o Programa de Capacitação de Jovens Lideranças Multiplicadoras em Unidades de Conservação Federais: Jovens Protagonistas no Rio Unini – Verde Perto Educação. De acordo com Ana Luiza Castelo Branco Figueiredo, do ICMBio, a qualificação e empoderamento dos jovens era uma demanda antiga das organizações de base locais, dada a necessidade de renovação e formação de novas lideranças:

– Durante esse período, foram realizados 10 encontros, correspondentes aos módulos propostos para capacitação e integração dos jovens. A partir deste projeto, ampliou-se significativamente o interesse e a participação deles nas atividades de gestão da Resex do Unini e Parna Jaú e, com o término dos recursos e da possibilidade de realização de módulos voltados exclusivamente para este público, a gestão das UCs e parceiros optaram por estimular, por meio de ações educomunicativas, a inserção dos jovens nos espaços e atividades de gestão já existentes, explica.

Pela grande vontade de aprender dos jovens da região, o projeto conseguiu despertar o seu interesse e empoderá-los para participarem dos espaços de gestão das UCs, além de contribuir para um melhor diálogo e inserção deles junto às comunidades. “Temos percebido que o investimento neste público traz retornos a curto, médio e longo prazos para a gestão das UCs. Além disso, o registro e a memória construídos pela juventude sobre suas comunidades documentam a realidade atual dos moradores, servindo como instrumento complementar para que a gestão das unidades conheça e registre as demandas sociais”, ressalta Ana Luiza.

Para conhecer melhor os resultados deste trabalho, acesse as páginas das redes sociais do projeto Jovens Comunicadores dos Rios Jaú Unini:

Facebook

YouTube

SoundCloud

Share on FacebookShare on Google+Tweet about this on TwitterShare on LinkedIn
0 comentários ‹ Voltar

Você precisa fazer o para publicar um comentário.

Aguarde...